quinta-feira, 26 de maio de 2011

O sentido da vida

O vídeo que apresento a seguir já tem um ano mas só hoje tive conhecimento da sua existência. Apeteceu-me comentá-lo. Mas vejam-no primeiro...

Antes de mais refiro que "epifania" é habitualmente interpretado como "revelação", ou seja, o momento a partir do qual se faz luz sobre uma determinada ideia.
Vamos agora ao que interessa. Não enjeito o essencial da mensagem transmitida. Acho mesmo que ela é importante e que a ideia merece ser divulgada. Porém não posso deixar de pôr em evidência que o Sr. Manuel Forjaz fala de uma forma que - não obstante traduza fielmente o seu viver e o seu sentir - acaba por chocar aqueles que sentem que não têm - e não têm mesmo, isto é, não é apenas uma questão de "sensação" - os mesmos graus de liberdade para poderem tomar as opções que ele tomou.
Efectivamente, não são apenas as pessoas que ganham 10 mil euros que não dispõem de tempo para os filhos. Há muito boa gente que a troco do salário mínimo não só não tem tempo para nada como também é vítima da fatalidade de... não ter escolha. Às vezes a única escolha disponível é continuar a preocupar-se com garantir que no dia seguinte os filhos tenham comida sobre a mesa e alguns trapinhos para vestirem.
Resumindo, os pobres também pode ter todas as "epifanias" do mundo, não ganham é nada com isso.
Excluído este pequeno pormenor, acho a mensagem central bastante interessante. 

0 Comentários:

Enviar um comentário

Receba os nossos artigos por e-mail

Related Posts with Thumbnails

Número total de visualizações de página

CQ Counter, eXTReMe Tracking and SiteMeter

eXTReMe Tracker
Site Meter