terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Porque vale a pena... Miguel Araújo Jorge e António Zambujo


domingo, 30 de outubro de 2016

Marketing e Preconceito

Mais um trabalho notável...

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

O homem bem informado

Tenho sempre receio de, quando me apetece malhar numa pessoa, estar a atingir inocentes (esposa, filhos, etc.)... Por isso vou só escrever isto:
- Senhor Marques Mendes: o Senhor nunca me convenceu. Desde o dia em que, enquanto Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, anunciou um aumento de uns trocados e disse que as pensões de miséria em Portugal tinham acabado, fiquei a saber que o Senhor é capaz de dizer coisas muito disparatadas. Podia ter dito que o... aumento era o aumento possível, mas não...
Estes episódios que, amiúde, surgem reproduzidos na Imprensa apenas reforçam aquilo que já pensava de si.
Há outro episódio que recordo, num momento em que tentava (com esforço, há que reconhecê-lo) dar-lhe o benefício da dúvida: o Senhor apertou-me a mão e fitou-me nos olhos como que exigindo ver neles uma devoção que eu, deveras, não sentia pela sua pessoa. Tive vontade de lhe dizer que essa coisa de olhar nos olhos não resulta bem assim como o Senhor pensa que aprendeu em alguma literatura de cordel: os maiores aldrabões, os mestres da bajulação, seriam capazes de lhe retribuir um "fiel" olhar fixo, quiçá até dar-lhe um beijo (de Judas, claro). Afinal, o Senhor poderia esperar mais lealdade ou, pelo menos, maior frontalidade, de quem recusasse (como, afinal, fiz) submeter-se ao teste dos olhos nos olhos, esperando ver neles uma submissão à sua pessoa.
Deixe-me que lhe diga: o senhor põe-se a jeito de ser enganado. Talvez ainda não tenha percebido que essa coisa de ser uma pessoa em geral "bem informada" pode estar a ser usada para o instrumentalizar... se alguém quiser passar uma ideia deliberadamente distorcida, para criar uma cortina de fumo, verá em si o veículo perfeito.
Passe bem!

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Monica Lewinsky - A primeira vítima do CyberBullying


Este é um depoimento para ver/ouvir para lá da "cortina de fumo" com que os ilusionistas fizeram dispersar a nossa atenção do essencial. Este é um depoimento feito na primeira pessoa, pela primeira grande vítima do CyberBullying. É para ouvir com respeito e para reflectir. É crescente o número de vítimas que vêem a sua privacidade devassada pelas redes sociais (muito para além daquilo que esperavam).

domingo, 18 de setembro de 2016

8 sites de imagens gratuitas

Não sei bem se estou a partilhar isto para outros ou, apenas e só, para meu uso futuro... Certo, certo, é que não quero perder esta ligação publicada pelo site Economias.
A ligação é esta https://www.economias.pt/sites-imagens-gratuitas/  e as imagens que se podem obter, e delas fazer uso, são imensas...

sábado, 17 de setembro de 2016

Bonito!

domingo, 17 de julho de 2016

Frases... XVI

 If you can dream it, You can do it
Walt Disney
 

sexta-feira, 24 de junho de 2016

O BREXIT e as redes sociais

A propósito de uma discussão numa rede social emiti esta opinião:

domingo, 19 de junho de 2016

Rendo Homenagem à Selecção Nacional

É nas contrariedades que se evidenciam os caracteres das pessoas. Pela parte que me toca, entendo ser no momento em que os profetas da desgraça já começam a espalhar todo o seu veneno - que traduz, afinal, o sinal mais evidente daqueles que não conseguem superar as suas próprias frustrações - que devo render a minha mais sentida homenagem aos jogadores e equipa técnica da Selecção Nacional.
Penso que ninguém estará a sentir mais a ausência (relativa) de sucesso no jogo de ontem que os seus principais intervenientes. Esforçaram-se, deram o seu melhor, e, ainda assim, não obtiveram o resultado que esperavam (ou desejavam). É a vida: nem sempre corre de acordo com os nossos anseios, por muito que nos esforcemos por fazer tudo bem.
Para os venenosos, para a podridão fétida que passa a vida a culpar os outros, só tenho uma mensagem: vão morrer longe! Aqueles que hoje censuram são pessoas que já conseguiram destacar-se da mediania, que já ganharam alguma coisa, ao contrário de vocês, venenosos, que a única coisa que já conseguiram na vida foi vitimizarem-se, dizerem que outros ganham milhões "sem fazerem nada" enquanto vocês não passam de coitadinhos "por culpa de outros".
 Se perdermos com a Hungria, paciência, a vida vai continuar depois de 22 de Junho e nada mais nos resta que não seja preparar-nos para novos desafios.
Se ganharmos à Hungria - como acredito/desejo que vai acontecer - continuo a achar que os "coitadinhos", enquanto não mudarem de atitude, devem ir morrer longe. Não os quero misturados com aqueles que lutam por um objectivo, como que a quererem colher louros que não lhes pertencem. Façam o favor de continuar medíocres ou mudem de atitude... pois só assim passarão a ser bem-vindos.
 Força Portugal!

Receba os nossos artigos por e-mail

Related Posts with Thumbnails

Número total de visualizações de página

CQ Counter, eXTReMe Tracking and SiteMeter

eXTReMe Tracker
Site Meter