domingo, 19 de junho de 2016

Rendo Homenagem à Selecção Nacional

É nas contrariedades que se evidenciam os caracteres das pessoas. Pela parte que me toca, entendo ser no momento em que os profetas da desgraça já começam a espalhar todo o seu veneno - que traduz, afinal, o sinal mais evidente daqueles que não conseguem superar as suas próprias frustrações - que devo render a minha mais sentida homenagem aos jogadores e equipa técnica da Selecção Nacional.
Penso que ninguém estará a sentir mais a ausência (relativa) de sucesso no jogo de ontem que os seus principais intervenientes. Esforçaram-se, deram o seu melhor, e, ainda assim, não obtiveram o resultado que esperavam (ou desejavam). É a vida: nem sempre corre de acordo com os nossos anseios, por muito que nos esforcemos por fazer tudo bem.
Para os venenosos, para a podridão fétida que passa a vida a culpar os outros, só tenho uma mensagem: vão morrer longe! Aqueles que hoje censuram são pessoas que já conseguiram destacar-se da mediania, que já ganharam alguma coisa, ao contrário de vocês, venenosos, que a única coisa que já conseguiram na vida foi vitimizarem-se, dizerem que outros ganham milhões "sem fazerem nada" enquanto vocês não passam de coitadinhos "por culpa de outros".
 Se perdermos com a Hungria, paciência, a vida vai continuar depois de 22 de Junho e nada mais nos resta que não seja preparar-nos para novos desafios.
Se ganharmos à Hungria - como acredito/desejo que vai acontecer - continuo a achar que os "coitadinhos", enquanto não mudarem de atitude, devem ir morrer longe. Não os quero misturados com aqueles que lutam por um objectivo, como que a quererem colher louros que não lhes pertencem. Façam o favor de continuar medíocres ou mudem de atitude... pois só assim passarão a ser bem-vindos.
 Força Portugal!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Receba os nossos artigos por e-mail

Related Posts with Thumbnails

Número total de visualizações de página

CQ Counter, eXTReMe Tracking and SiteMeter

eXTReMe Tracker
Site Meter