terça-feira, 26 de junho de 2012

ad valorem - Participação Cívica - História de uma violação

O vídeo seguinte pode ser visto como uma mera piada jocosa... ou, se quisermos, podemos ver mais além e perceber que, afinal, o assunto é mais sério que aquilo que parece.
Antes de mais importa frisar que a alegada "violação" de uma propriedade de uma entidade pública, praticada por um representante dessa mesma entidade - !?! confusos? pois, não é caso para menos - incorpora, para além do evidente nonsense, muito de malévolo e não menos de despotismo e abuso de poder por parte do acusador.
O acusado de violação de propriedade é vereador da Câmara Municipal de Estremoz. A propriedade alegada violada - apesar de não estar vedada - integra o património do Município de Estremoz. O acusador é o Presidente da Câmara Municipal de Estremoz... uma pessoa que acha que consegue intimidar os seus opositores, instrumentalizando as instituições de justiça, quando lhe faltam argumentos no debate político.
O senhor Presidente vive completamente enganado... e não me refiro às razões ou pretextos jurídico-legais; refiro-me sim ao pensar que me cala. Erro fatal, senhor Presidente!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Receba os nossos artigos por e-mail

Related Posts with Thumbnails

Número total de visualizações de página

CQ Counter, eXTReMe Tracking and SiteMeter

eXTReMe Tracker
Site Meter