sábado, 9 de julho de 2011

Confessions of an Economic Hit Man

A tradução neste dois vídeos não é feliz. Fala-se de "assassínios económicos" - expressão que não me agrada - quando, afinal, deveríamos estar a falar de golpadas e dos operacionais que, sob a capa de consultores económicos, as põem em prática. Enfim, à parte os problemas de tradução procurem antes concentrar a atenção na essência das situações relatadas por alguém que - provavelmente, num rebate de consciência - as decidiu tornar públicas. Vale a pena reflectir sobre aquilo que alegadamente se passa, como diria o Mário Crespo, "neste nosso mundo". Vejam então...






Vistos os filmes uma nota final... O Departamento de Estado norte-americano, bem como um colunista do Washington Post (Sebastian Mallaby), consideraram que a obra de John Perkins - Confessions of an Economic Hit Man - não passava de ficção. Onde acaba a realidade e começa a ficção não sei... sei sim - como António Aleixo nos ensinou - que estas duas vertentes se interpenetram:
Para a mentira ser segura
e atingir profundidade
tem de levar à mistura
qualquer coisa de verdade
No caso em apreço nem sequer é a ficção que me preocupa... o que me inquieta é a "qualquer coisa de verdade", por pequena que seja, que estes relatos possam "levar à mistura".

0 Comentários:

Enviar um comentário

Receba os nossos artigos por e-mail

Related Posts with Thumbnails

Número total de visualizações de página

CQ Counter, eXTReMe Tracking and SiteMeter

eXTReMe Tracker
Site Meter